O céu azul da Igreja São Benedito

O forro da Igreja São Benedito, em São José dos Campos, é branco. Mas só para quem quer. Ontem, por exemplo, ele estava azul, igual ao céu. No altar que ainda faltam as imagens e a restauração, quatro pessoas, nenhuma delas era padre ou iria fazer algum discurso. Mas as almas foram tocadas, deles e de quem estava lá.

Enquanto o Quarteto Luzes da Ribalta soava Vivaldi, Bach, Ravel, você começa a imaginar quantos sons aquela igreja já ouviu e quais histórias passaram por ali. Benedito, o Mouro. Santo negro, escravizado. Poderíamos começar por aí.

Mas, a gente começa a lembrar das imagens de “São José de Antigamente” – aquelas que ficam no Arquivo Público da Fundação Cultural – e passa a pensar que muita coisa aconteceu enquanto esse prédio cheio de simbologia e significação estava aqui.

A apresentação de ontem também tem muito disso. O Instituto Luzes da Ribalta existe há três anos como uma organização. É a continuação do trabalho do professor Deusdete Guimarães e do seu filho William Vanderlan. Os dois ensinam violino, viola e violoncelo para um grupo de 35 adolescentes que escolheram a música como caminho. Os instrumentos foram construídos por Deusdete, com doações de madeira ou material de reciclagem.

Quatro desses jovens talentos estavam ontem fazendo o céu da Igreja São Benedito ficar azul. Era fácil ver gente com lágrimas nos olhos. Uma das vantagens desse trabalho que estou fazendo é ter acesso à lugares que o público não tem. Por exemplo, ficar bem perto dos músicos quando eles estão tocando.

Para quem toca ou canta com amor, isso que vou falar não é novidade. Por mais que o músico esteja concentrado em sua apresentação, há um momento que aquele êxtase é inevitável. Isso pode ser observado na expressão de quem toca. Mas há um momento mais mágico nisso tudo: quando os olhares deles se cruzam num êxtase coletivo.

O sorriso é inevitável e a alegria no olhar é pura como o céu azul da Igreja.

Obrigado, amém.

Compartilhe

2 respostas para “O céu azul da Igreja São Benedito”

  1. AMO ESSA IGREJA! SIMPLES MAS DE PURA SERENIDADE… APESAR DO ENTORNO TÃO CHEIO DE CARROS E GENTE!
    TAMBÉM (HÁ ANOS) JÁ ASSISTI CAMERATA E FOI SIMPLESMENTE DIVINO! LOCAL IDEAL P TAIS TIPOS DE MUSICAS.
    PARABENS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *