A pureza da resposta das crianças

Cheguei à conclusão que assistir qualquer apresentação, em qualquer formato, de qualquer grupo do Instituto Luzes da Ribalta e ter que escrever sobre é um trabalho perigoso. É muito fácil ir pelo caminho que todo mundo vê, sabe? Aquele que mostra o adolescente aprendendo música, tendo oportunidades e aquele discurso todo que a gente conhece.

Mas ao mesmo tempo, é bem fácil ir por outro caminho apenas observando quem está no palco. A minoria ali terá a música como profissão, o que é bastante natural de acontecer. Muitas ali serão médicas, alguns advogados, engenheiras, enfim, outras profissões. Mas esse momento compartilhado no palco ontem, por exemplo, durante o Mês da Música, nunca será esquecido qualquer seja a estrada que seguirem.

O coro formado por alunos da rede municipal dava uma amostra clara disso. A menina de laranja, que chegou atrasada, provavelmente ficou entre os colegas de amarelo por distração e ocupou a primeira fila porque sim. Simplesmente quis.

Ela fez sua própria coreografia. Ilustrava com gestos o que sentia das letras. Sem nenhuma vergonha ocupou seu espaço. Uma demonstração física do poder da música, do entorpecimento pela arte sem censuras e sem amarras.

Isso modifica mais a vida do que escolher qualquer profissão.

E enquanto ela vai criando sua leitura, os olhos passeiam nos arcos dos violinos subindo e descendo em sincronia. Eles aparecem mais do que os rostos dos jovens músicos que estão escondidos pelas partituras, mas dão lugar aos sorrisos que brotam ao final de cada música.

Sorriso. Resposta pura.

Compartilhe

Uma resposta para “A pureza da resposta das crianças”

  1. Concordo plenamente com este artigo.
    Acompanho algumas destas crianças des dos primeiros acordes…Luzes da Ribalta! Sempre fiquei encantada com o sorriso e a simplicidade das pessoas que envolve esta ONG.
    Admiro muito Sr Desudete …Dona Maria e seus filhos! Toda minha Gratidão a Eles e parabéns pelo trabalho lindo! Sorriso de uma criança não tem preço. Salve as crianças…Viva a Música!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *