Os tempos estão mudando

“Venham senadores, congressistas/ Por favor escutem o chamado / Não fiquem parados no vão da porta / Não congestionem o corredor / Pois aquele que se machuca / Será aquele que nos impediu / Há uma batalha lá fora / E está rugindo / E logo irá balançar suas janelas / E fazer ruir suas paredes / Pois os tempos estão mudando”

Quando decidiram premiar Bob Dylan com o Nobel de Literatura, teve gente defendendo que talvez fosse mais justo o da Paz. E para aumentar a polêmica, o artista ficou alguns dias em suspense sobre buscar ou não o tal prêmio.

“Quando eu recebi esse Prêmio Nobel pela Literatura, eu fiquei me perguntando como minhas músicas se relacionavam com a literatura exatamente. Eu tive que refletir sobe isso e ver onde estavam as relações”, disse em seu discurso de aceitação.

Onde está a literatura na música de Dylan? Em tudo. E não precisa ser artista para literatura, a música ou qualquer outra expressão da arte estar em você. Somos o que consumimos, em todos os aspectos, e na arte não é diferente. Suas referências literárias estão em suas redações, sua leitura de mundo está baseada em suas experiências. O mundo em simbiose.

Vamos construindo isso ao longo da vida e cada um de nós vai se identificando com um caminho diferente porque cada um decifra essas informações de forma particular. Nesse conjunto de coisas vamos criando valores, derrubando preconceitos e reconhecendo diferenças. Ou não, pois os tempos estão mudando.

“Quantas estradas um homem precisa andar / Antes que possam chamá-lo de homem?”

Um passeio por essa obra necessária nos dias de hoje acontece hoje com “A Balada do Homem de Lugar Algum – a poesia e a música de Bob Dylan”, o novo espetáculo da Experiência Dylan, grupo dedicado a interpretar a obra do artista. Acontece às 21h, no Centro Cultural Clemente Gomes, na Fundação Cultural.

“Você pensou que estavam brincando / Você costumava rir / De todos que vagavam à sua volta / Agora, você não fala tão alto / Agora, você não parece tão orgulhosa”.

Soa atual?

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *